Salvação unicamente pela fé

    17-10-2021

    Mas vós sois Dele, em Cristo Jesus, o qual Se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção. 1 Coríntios 1:30

    Quando o pecador compreende que em Cristo ele é aceito, é iniciada em sua vida a transformação do evangelho. A santificação se baseia firmemente na justificação. Do contrário acabará sendo deturpada e mal-interpretada. Às vezes fazemos distinções teológicas muito sutis, procurando decidir qual é o aspecto mais importante da salvação: a justificação, a santificação ou a glorificação?
    O que é mais importante: casar ou permanecer casado? Eu poderia enumerar algumas das vantagens de casar. Mas compreendo também que há consideráveis vantagens em preservar a união matrimonial depois do casamento. Qual dessas duas coisas é mais importante? Ou será que essa pergunta é imprópria?
    Qual é mais importante: a justificação ou a santificação? As duas são importantes! Ambas ocorrem em Jesus, e unicamente pela fé Nele. Não estamos dizendo que as obras não são importantes, mas que o método para a salvação é unicamente pela fé.
    “Que homem algum apresente a ideia de que o homem pouco ou nada tem que fazer na grande obra de vencer; pois Deus nada faz para o homem sem a sua cooperação. Nem diga que, depois de haver feito tudo que de sua parte seja possível, Jesus o ajudará. Disse Cristo: ‘Sem Mim nada podeis fazer’ [Jo 15:5]” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 381). “Tudo que o homem pode fazer no sentido de sua salvação é aceitar o convite: ‘Quem quiser receba de graça a Água da vida’ [Ap 22:17]” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 343). Isso é tudo que ele pode fazer.
    Portanto, temos de fazer alguma coisa, mas tudo que podemos fazer é tomar de graça da Água da vida. Isso, porém, é algo intangível. Assim, o que é a Água da vida? “Nessa comunhão com Cristo, mediante a oração e o estudo das grandes e preciosas verdades de Sua Palavra, seremos alimentados, como os que têm fome; e como os que têm sede, seremos saciados à Fonte da vida” (Ellen G. White, O Maior Discurso de Cristo, p. 113). Isso é tudo que podemos fazer para nossa salvação: manter comunhão com Ele. É tão simples!